Postagem em destaque

domingo, 3 de junho de 2012

Suspiro confessa: Chorei, largado.

O programa humorístico A Praça é Nossa atravessa os anos, supera as críticas e segue firme na programação do SBT.
O personagem Suspiro(apelidado pelo povo de Jeca Gay), criado e interpretado por Moacir Franco, é um dos destaques positivos.
Suspiro é um gay caipira, no amplo e exagerado sentido do termo.
Alvo constante da exploração do "amado" Malão, ele conta engraçadas passagens da sua vida para Carlos Alberto de Nóbrega e utiliza o bordão Chorei, largado.
No final, sai rebolando com enxada nas costas, botina cor de rosa nos pés e cantando:
E é verdade, é sim senhor, quem me contou foi o pescador.
Vale um clic no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=3hoOfYwvjRQ&feature=related 


6 comentários:

Ramon Prates disse...

Nunca fui muito fã desse programa.

anita disse...

Muita gente também não é fã do programa, Ramon.
Dizem que é preconceituoso em relação as mulheres e faz um humor popular grosseiro.
Quanto ao Suspiro, acho engraçado.
O Moacir Franco é talentoso; tem veia humorística genuína.

JODIL disse...

Quando posso, vejo alguns quadros. Não o acho preconceituoso. Hoje em dia, o "politicamente correto" usa amarras à criatividade geral.
O programa vive um tipo de humor de várias décadas, mesclando deboche, crítica, política, sensualidade feminina, e, numa razoável quantidade, besteirol. Moacir Franco, se tivesse nascido nos Estados Unidos seria um ídolo mundial...

anita disse...

Jodil, vc foi perfeito na observação sobre Moacir Franco.
Quando ele faz algo, faz bem feito: como compositor também ele é admirável.

Mara disse...

É um personagem cômico e que se faz de ingênuo... gosto muito desse quadro. Grande Moacir! Pertence ao grupo de humoristas brasileiros que fizeram história, além de compositor e cantor desde os anos 70. Merece homenagens.

anita disse...

Estou de pleno acordo: o Moacir merece homenagens e vários humoristas da atualidade tem muito a aprender com ele.