Postagem em destaque

domingo, 31 de julho de 2011

Carícias sensuais de quem usa DULOREN




                 A nova campanha da Duloren já está causando polêmica.
                 Uns dizem que é apelativa, outros afirmam que é fetichista.
                 Outros ainda, acreditam ser apenas  oportunista, sem apoio
                 real ao assunto abordado: união homoafetiva.
                 O cafofo vai se limitar a imagem em si e babar, exclamando:
                  - UAU!

sábado, 30 de julho de 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Horários e compromissos


A agitada vida moderna, especialmente nos grandes centros, transforma o cotidiano em uma verdadeira maratona.
Trânsito, ônibus  lotados, pessoas estressadas e o relógio avisando que o tempo não espera.
Chegar atrasado ao trabalho, entrevista ou qualquer compromisso é quase imperdoável...

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Murillo Flores , Natasha Rasha e Amy Winehouse

Murillo Flores
 

Muitos irão se lembrar dele como Diego Varejón, do programa Uma Escolinha Muito Louca (Band).
No entanto, Murillo Flores é conhecido e admirado na noite paulistana, pela personagem Natasha Rasha.
Sua participação na boite  Blue Space é humorística mas no último final de semana, não havia motivo para risos.
Natasha fez uma bela homenagem para Amy Winehouse.
Artista versátil é aquele se adapta as circunstâncias.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Toda mulher é gostosa

Para a Katita toda mulher é gostosa, independente dos números indicados na balança.
Na renascença, a obersidade era desejada, cultuada e inspirava artistas renomados.
Na atualidade, só a questão de saúde justifica a necessidade de emagrecer e não a pseudo necessidade  de entrar no padrão que a sociedade, mídia e moda impõem.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A morte mostra que somos iguais

 


Sexo, cor, 
posição social?
Tudo isso é banal.
A morte física
é niveladora,
reveladora
mensagem final:
todo mundo é igual

domingo, 24 de julho de 2011

Amy Winehouse entrou na lista dos 27





Janis Joplin, Kurt Cobain, Jim Morrison, Jimmi Hendrix e outros talentos da música
morreram aos 27 anos.
Ao completar essa idade, Amy Winehouse e seus fãs temiam pelo pior.
O pior aconteceu.
Ficou a música e a lembrança dolorida de uma figura com aparência frágil, voz inesquecível
e composições de quem não usava máscaras, se expondo em cada letra.
A menina cresceu, conquistou  fama,  riqueza e milhões de fãs.
Não conquistou a felicidade,
não conseguiu superar o poder maléfico do vício e partiu...

sábado, 23 de julho de 2011

Iron Maiden em Quadrinhos


Revista com histórias desenvolvidas a partir das letras do álbum Seventh Son of a Seventh Son.
O roteiro é de Hamlton, bem como as cores e letras.
Os desenhos, caprichosamente detalhistas, são de Fred Macedo.
Nas páginas 29, 36 e 38, Omar Viñole cuidou da arte final.
O assistente de cores foi Rafael Victor.
A capa de Fred e Hamilton é muito boa e já coloca o leitor no clima das páginas.
Para fãs do Iron Maiden a revista é indispensável.
Quem curte a bíblia também deveria ler para se indignar, questionar, enfim...
Há explicações interessantes sobre o desenvolvimento da publicação, capa e letras  traduzidas.
É um trabalho denso e para o leitor entender melhor certas referências, há o texto Explicando Algumas Coisas da História.
Revista com distribuição em vários pontos do país.
Quem não encontrar pode escrever direto para: nflcomics@hotmail.com

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Dodô : o grande amigo da Katita

O personagem Dodô está sempre ao lado da Katita.
Raramente aparece sozinho, como na tira o lado.
É um personagem de apoio mas não acho correto dizer que é mero coadjuvante.
No universo da personagem, existem vários personagens flutuantes ou ocasionais.
O Dodô, no entanto, é essencial: o amigo presente e de importância inquestionável.
Afinal...amigos são indispensáveis na vida de todos nós.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Artista dos quadrinhos e guerreiro dos faróis

Lacarmélio em ação-Fonte da foto: Mashpedia
Os quadrinhos independentes tem guerreiros admiráveis.
Lacarmélio é um deles.
Faz  o roteiro, desenha e edita  a revista Celton, com histórias criativas e temas variados.
Não é um mero gibi; a abordagem é adulta mas sem grandes apelações verbais ou visuais.
O diferencial maior é que ele vende suas publicações nos faróis de ruas movimentadas.
Corrupção, sogra, jogador de futebol, Maria Chuteira: tudo isso e muito mais, fazem parte do universo de suas hqs.
Celton é o personagem constante e o autor também é conhecido como tal: a mescla entre criador e criação.
O número 27 da publicação (O Marido, a Esposa, a Amante e o Ricardão)  está na gráfica e o autor  vai começar sua batalha diária, vendendo também nas ruas de São Paulo.
Lacarmélio já foi destaque em vários programas de tv e seus trabalhos chegam longe.
Muito além dos faróis de Belo Horizonte, onde ele é conhecido e admirado.
Contato direto com o autor: revistacelton@ig.com.br

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Adriana Simone: a pioneira

Adriana
No início da década de 90, era possível ver uma jovem extrovertida, em casas noturnas paulistanas, com uma camiseta cuja estampa era composta de fitas de cetim, costuradas nas cores do arco-íris.
Na época, não era comum ver algo assim e as pessoas se aproximavam , perguntando sobre a novidade.
A garota explicava que sua mãe, Dona Dalva, havia costurado aquela estampa colorida e chamativa.
Dessa forma, iniciando pela venda das referidas camisetas, começou a história comercial de Adriana Simone da Silva, que hoje revende uma gama de acessórios arco-íris(como ela gosta de definir seus produtos), identificados pelo símbolo da comunidade
LGBT.
Nascida em Natal (RN) e admiradora do estado paulista, ela possui  uma bandeira deste estado e ocasionalmente decora os stands itinerantes em que comercializa seus produtos.
Com carinho,  relembra que sua mãe confeccionou a  bandeira utilizada na primeira Parada Gay(que na época não tinha esse nome) paulistana e ainda recorda as medidas da mesma: 9 x 50cm.
Atualmente, eventos ligados ao segmento LGBT, pipocam em diversos pontos do país e em boa parte deles Adriana está presente, agora com diversas pessoas que ingressaram no comércio de produtos com os quais os consumidores se identificam, como adesivos sugestivos, pulseiras, canecas, colares e tudo que faça referência a homossexualidade e afins.
Adriana, batalhadora, simpática e cativante, não enxerga os demais comerciantes do setor como meros concorrentes e sim, como parceiros no ramo que movimenta numerário, gera empregos,  trabalha com a auto estima das pessoas e fortalece o movimento LGBT em prol de uma sociedade justa e livre de preconceitos.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

domingo, 17 de julho de 2011

Gatas X Guerreiras no verde campo alemão

Aconteceu hoje a final do Mundial de Futebol Feminino.
Guerreiras nipônicas enfrentando corajosamente uma equipe forte e acostumada a ganhar.
A superioridade  física  das  americanas, em se tratando  de  tamanho e estrutura, não intimidou as japonesas que lutaram feito samurais até conseguirem empatar e levar a disputa  para os penaltis.
O Japão venceu  e a seleção  tornou-se, pela primeira vez, campeã do mundo.
Aqui no cafofo é o momento ideal para brindar a vitória com temaki e misoshiro.











sábado, 16 de julho de 2011

Bissexuais sofrem preconceito em dobro


       
       

O universo das tirinhas de quadrinhos é mais ameno que a realidade.
Quando uma garota se declara bissexual para o rol de amigos, pode ser taxada de  indecisa ou homossexual enrustida.
Se disser isso para alguém com quem está se relacionando amorosamente, pode criar uma barreira de desconfiança.
Entre a comunidade LGBT, infelizmente é comum haver desconforto em relação aos bissexuais e entre heteros, não é muito diferente.
Assim sendo, o bissexual sofre preconceito dos dois lados.
Se o homem é bissexual, vai se deparar com barreiras ainda maiores.
Temos o direito de não querer relacionamento amoroso com uma pessoa bi, caso isso não nos passe confiança ou possa criar atritos futuros, mas isso não significa excluir do convívio todos que possuem esta característica.
Não deveria haver hostilidade em nenhuma variante sexual pois trata-se de uma questão íntima.


sexta-feira, 15 de julho de 2011

A verdadeira Idade da Katita






Sempre que é comemorado o aniversário da personagem, alguns leitores(as) ficam em dúvida.
Segue a explicação:
Nos quadrinhos, Katita é uma jovem de 19 anos, universitária e prestes a comemorar seu vigésimo aniversário com bolo, refri e muita mulher bonita.
Na vida real, a personagem foi criada no dia 22 de março de 1995.
Assim sendo, ela tem 16 anos de criação.
A ilustração é de Gisele Henriques, a primeira artista a desenhar tiras e ilustrações da Katita em larga escala.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

A lentidão gastronômica do Pé de Manga


Almoçar no restaurante Pé de manga (Vila Madalena/SP/Cap) foi um exercício de paciência.
O cardápio é variado, a parte externa agradável , a interna bem decorada mas o atendimento...lastimável.
Em determinado momento, imaginei que seria mais fácil ver a manga nascer e amadurecer no pé da árvore frondosa do que ser atendida.
Observei outros clientes esticando o pescoço e os braços, quase implorando por um atendimento.
Era terça-feira e pouco mais da metade das mesas  ocupadas,imaginei
como deveria ser no final de semana, com a casa cheia...
Para não ser injusta, saliento que a sobremesa escolhida ( brownie com sorvete de menta) estava divina.
O brownie morno, em contraste com o sorvete, foi a boa lembrança do local. 

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Consultoria Vegan






Laura Kim  oferece um serviço de consultoria interessante para quem quer mudar os hábitos alimentares, entrando em sintonia com o respeito a vida animal.
O texto abaixo resume o serviço oferecido.
Vale a pena entrar no blog para maiores detalhes.

Conceito em veganismo

De repente você sentiu que seu respeito pelos animais é mais forte que a vontade de comer churrasco? Decidiu tornar-se vegan? Parabéns!
Mas se não sabe por onde começar ou tem dificuldade em alguns assuntos, estamos aqui para ajudar. O nosso serviço de consultoria em veganismo visa facilitar o acesso a esse novo mundo, onde descobrimos a maravilha de viver em harmonia. No caminho correto, você ficará estimulado a desenvolver seu lado vegan, tornando-se convicto de sua decisão. 

http://lauravegan.blogspot.com/

terça-feira, 12 de julho de 2011

O Evangelho Segundo a Carne

A literatura nacional  se renova em talentos que mesclam ousadia e criatividade.
É o caso de Guilherme Junqueira.
O jovem escritor está conseguindo destaque, elogios e incômodo nos religiosos  arcaicos, com seu livro: O  Evangelho Segundo a Carne, lançado pela editora Giostri.
A publicação pode ser encontrada em São Paulo na Livraria da Villa, no Bofetada Club ou na Martins Fontes, ou pelos sites da livraria Cultura, Saraiva e Submarino, pelo valor médio é de R$ 30,00

SINOPSE:
O evangelho segundo a carne utiliza-se da fábula de um anjo que cai apaixonado na terra(Lyrael) por um garoto problema (Matheus) para discutir os valores morais e hipocresias da sociedade moderna.
O anjo Lyrael tem 4 dias como humano, e uma missão: Fazer com que Matheus apaixone-se por viver novamente, só que para isso deverá engolir sua paixão e soterrar seus sentimentos, já que o céu não permite ...o amor entre iguais.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Sua foto pode ser premiada





Quem tirou fotos legais da Caminhada Lésbica ou da Parada Gay de São Paulo, tem o material necessário para participar do 1º Concurso de Fotografia “Diversidade Sexual na Cidade de São Paulo”.
A iniciativa é da Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Participação e Parceria, por intermédio da Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual(CADS).


                





No link abaixo é possível imprimir o edital com todos os detalhes (incluindo a premiação) e baixar a ficha de inscrição:  

 


http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/participacao_parceria/coordenadorias/cads/noticias/?p=28852

domingo, 10 de julho de 2011

Onze Flores: Time de Futebol Feminino da década de 70






José Olympio do Prado
O militar e esportista José Olympio do Prado, fundou na década de 70 um time de futebol feminino, do qual também era o técnico.
Decidiu pelo nome: Onze Flores Futebol Clube.
Havia grande preconceito, discriminação e uma dificuldade: encontrar outro time, formado por mulheres, que jogasse com o Onze Flores.
Na cidade de Paraibuna, interior de São Paulo, surgiu uma oportunidade.
Um time feito às pressas mas com a tarefa de jogar a partida com o time paulistano.
Em uma das fotos, o Tenente Olympio cumprimenta o time paraibunense, minutos antes do início da partida histórica; na outra foto, uma jogadora no decorrer da partida.
Agora, com o campeonato mundial de futebol feminino em andamento e com estádios lotados, a comprovação de que uma idéia  tida como insana, era na verdade uma ideia futurista.



sábado, 9 de julho de 2011

9 de Julho: Orgulho de ser paulista

O feriado do dia 9 de julho deve ser visto com um símbolo da união paulista  contra forças ditatoriais de Getúlio Vargas.
Donas de casa, estudantes, militares e políticos: todos lutando contra ações que tentavam tirar nossa autonomia.
Interventores foram indicados por Getúlio para governar o estado, calúnias foram lançadas e afirmavam que os paulistas queriam se tornar independentes do Brasil.
O estado se viu isolado e sem apoio( a única exceção foi o estado do Mato Grosso) mas lutou o quanto pode.
A luta armada foi o último recurso diante de alguém que desejava reduzir São Paulo a um estado manipulado.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Ratos do Brasil

O Brasil está repleto de ratos.
Vamos ficar em vigília;
a maioria deles
atua em Brasília. 
 

quinta-feira, 7 de julho de 2011



O personagem central deste triste e belo romance de Marli Porto, Uma Luz Para Davi  (Editora Scortecci), não aceita os limites de um orfanato, saindo em busca do que não é palpável: a liberdade. Filho de uma prostituta que morreu de overdose, Davi enfrenta as adversidades da vida e não consegue enfrentar seu maior desafio: o amor manifestado no formato que pode colocar em risco sua masculinidade. As mulheres que passam pela sua vida, lhe proporcionam momentos de prazer, porém seus sentimentos mais nobres vão ao encontro de um poderoso e temido traficante que o acolheu nas horas difíceis, mostrando um lado sensível e oferecendo segurança e apoio.
Ele resiste o quanto pode, tentando se convencer que este homem apenas compensa sua ausência paterna, não percebendo que a amizade entre ambos, ultrapassa certos limites.
A autora, Marli Porto, tem uma abordagem envolvente e cada capítulo encerrado alavanca a curiosidade para a continuidade da leitura. As páginas finais são envolvidas em uma poética dolorida e marcante. À venda em diversas livrarias ou direto com a autora pelo e-mail marliporto82@yahoo.com.br.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

EVA & EVA NO PARAÍSO










Felizes e animadas
as Evinhas apaixonadas,
caminhavam pelo paraíso.
Na macieira frutificada,
uma serpente danada
tentou tirar-lhes o juízo.
Eva morena é arretada,
na cobra deu uma paulada:
Afinal...era preciso.


terça-feira, 5 de julho de 2011

Chocólatras enlouquecidos com KitKat




Dizem que é o chocolate mais vendido do mundo; dizem que o gosto traz boas lembranças, etc e tal.
Cada um faz seu comentário a respeito do KitKat, agora vendido em larga escala no Walmart.
Uma amiga ficou enlouquecida quando viu a tradicional embalagem vermelha na gôndola e se apressou em pegar uma boa quantidade.
Só se decepcionou no caixa, quando cobraram um preço maior que o anunciado mas ao reclamar, o valor foi corrigido/devolvido.
Vale como alerta geral: prestem atenção no caixa pois vira e mexe passam valores acima do que está na etiqueta.
Voltando ao KitKat...não acho que é tudo isso: perde feio para aqueles chocolates importados, envoltos em macadâmia e/ou amêndoas, vendidos nas lojas do bairro da Liberdade, em São Paulo.
No meu gosto particular, qualquer Talento é mais saboroso que o KitKat.
Como gosto não se discute, cada um na sua e com seu chocolate derretendo na boca.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Nakombi cabe toda a comunidade LGBT



O restaurante Nakombi tem o conceito friendly evidenciado até no combinado GLS, oferecido na ocasião da Parada Gay.
Ingredientes frescos, essenciais para pratos saborosos(especialmente da culinária japonesa), fazem parte do cardápio variado.
A missoshiro é servida em recipiente com tampa (oportuno nessa época fria) e o atendimento é de primeira.
A unidade Vila Olímpia é ampla, tem uma Kombi cortada e adaptada para os profissionais  trabalharem.
Carpas nadam em águas mansas e estreitas e até uma mini-ponte existe no local!
Quem gosta da culinária japonesa e não conhece o Nakombi, não sabe o que está perdendo.
O preço é levemente salgado...






 
 Unidade Vila Olímpia: Rua Pequetita, 170
 SP/Cap. - (11) 3845 9911