Postagem em destaque

sábado, 9 de junho de 2012

Minha Primeira Parada



Rita Cadilac se encantou pela July
Mais de uma década se passou mas a lembrança daquele dia ainda vive na memória, rica em detalhes
A cadelinha de Walério Araújo foi dar um cheiro na July
e auxiliada pelas fotos tiradas, antes da era digital onde até o celular tira fotos de qualidade.
Eu, minha amiga Josi e a cachorrinha July, chegamos na Avenida Paulista.
Não haviam milhões de pessoas como hoje em dia e podíamos caminhar tranquilamente, bem como alguns poucos políticos favoráveis as causas LGBTs.
Marta Suplicy
No final, na Praça da República, carrinhos de pipoca e milho cozido davam um aspecto de festa junina.
Ficamos lá, ouvimos várias pessoas que se pronunciaram no palco, como Eduardo Suplicy.
Ao sair de casa, nem avisei onde ia mas ao voltar, disse com tranqulidade, sorriso no rosto e sensação de dever cumprido:
- Fui na Parada Gay.

4 comentários:

MYSTERIUM CONECTIUM disse...

Belas lembranças Tempo que não volta a pureza do começo pessoas cheias de ideais O que agora está meio distante Massificado Beijos Arlene

anita disse...

Verdade.
O início dos ideais e dos idealistas vai se transformando ao longo do tempo.
Nem sempre de maneira positiva...
O massificado não é necessariamente profundo e a superficialidade impera
Bjs.

Mara disse...

...Mas desta vez eu e meus amigos podemos caminhar em paz e divertir bastante em toda a caminhada LGBT de SP. Teve muitos policiais e assim tivemos a paz total e ainda conhecemos muita gente que foi solidário conosco e caminhamos fazendo aquela farra, não esquecendo das causas que estamos lutando, é claro! Retornamos ontem (segunda feira). Foi muito bom. Delícia!!!

anita disse...

Este ano havia uma quantidade menor de pessoas e de trios mas o clima festivo era o mesmo.
A Polícia Militar fez sua parte e a sensação de segurança era muito boa.
Que bom que vc e seus amigos gostaram.
Bjs.