Postagem em destaque

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Madre Teresa e a difícil arte de amar incondicionalmente

Confesso que não me empoguei no começo da leitura.
Estava achando o prefácio de Gabriel Chalita bem melhor que o livro Ágape, um presente natalino.
Como não desisto de  qualquer livro até a última página, prossegui na leitura e fui me encantando principalmente pelos trechos onde Madre Teresa de Calcutá mostra o que é ser verdadeiramente cristã.
O autor, Padre Marcelo Rossi, foi sábio ao mostrar algumas passagens da sua vida.
Abaixo, um trecho da página  66:
" Certa feita, um homem disse-lhe que ficava espantado com o que ela fazia, que não daria banho em um leproso nem por um milhão de dólares.Ela respondeu:- Eu também não. Só por amor se pode dar banho
em um leproso."

4 comentários:

Takeo disse...

Se fôssemos uma centelha do que foi Madre Teresa de Calcutá, o mundo seria muitíssimo melhor!

anita disse...

A terra seria o paraíso.

Nil Witchimichen disse...

Eu acho interessante a definição da palavra Ágape, e como ela é mal interpretada até hoje.
Deu vontade de ler.

anita disse...

É um livro honesto ao que se propõe e de leitura facilmente assimilada.