Postagem em destaque

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

A Grande Dama da Literatura Alternativa


Olhares é o novo livro de Djanira Pio, onde é confirmado o que seus leitores já sabem: ela consegue transitar tranquilamente entre prosa e poesia, mostrando um talento singular.
Na nova publicação a poesia parece ser uma análise da inquietude humana, diante da grandeza do universo.

Um tema pode ter uma conclusão amarga:
"Na história da humanindade
o homem continua escravizando o homem.
E Deus não fala com escravos."
Homem - pág.17

Outro pode oferecer sua avaliação pessoal:
"Sou 
como uma formiga
cuja função 
é carregar a folha."
Sou - pág. 31

A falta de fé, também inspira:
"A fé do homem
perdeu espaço
para o grande vazio."
Deuses - pág. 42

Em suas palavras:
"O fato de sermos habitantes de um planeta em movimento, solto no espaço, nos causa angústia.
Tentamos então, verbalizar o que é isso tudo, como viver ou sobreviver da melhor maneira, nesse contexto tão instável. Conhecemos pouco nosso universo." 




3 comentários:

Reviragita Poesia disse...

Verdade, Anita.
Djanira desmascara com muita
sutileza, é absolutamente
inteligível, sabe expor muito bem
tudo que insulta a razão nos dias
atuais.
Admiro muito, muito, vocês amigas.
Carinhos,
Cecília.

anita disse...

Carinhos e admiração recíprocos.
Bjs.

Dolores Quintão Jardim disse...

Muito interessante esta maneira de usar as palavras, inteligente demais.Gostei muito.
Parabéns.