Postagem em destaque

domingo, 28 de agosto de 2011

Beijos na porta da igreja



Quando vejo casais gays circulando de mãos dadas ou mesmo abraçados, pelas ruas da região da Avenida Paulista, percebo que (felizmente) ataques homofóbicos não são maiores que as demonstrações de afetividade.
No entanto, não vi com bons olhos uma cena ocorrida há algum tempo:
Na verdade, foi com certo incômodo que eu e algumas amigas assistimos uma troca de beijos ardentes entre dois rapazes, em uma quermesse.
Eles estavam exatamente diante na porta da igreja.
Haviam barracas, como em toda quermesse tradicional mas a localização da igreja,
em uma rua com alta freqüência LGBT, pode ter sido o motivo para tal acontecimento.
Se fosse um casal heterossexual eu também me incomodaria pois a questão não foi a homossexualidade.
A presença de freiras, crianças e idosos circulando, o horário (cerca de 19hs), as circunstâncias...
Nada parecia incomodar os rapazes entre beijos, amassos e sorrisos.
Sou a favor das demonstrações de afeto públicas, desde que haja bom senso e respeito a certos limites.

4 comentários:

FSB disse...

É difícil limitar o amor. Certas coisas são ilimitadas.

Takeo Adventure! disse...

Eu duvido que esse casal assim como inúmeros outros LGBTs, façam o mesmo em suas casas. Que se beijem e se amassem no sofá da sala, na frente de seus pais, avós, tios, primos, etc...
Se a quebra do preconceito, a aceitação de afeto entre homossexuais fosse aceita e respeitada em casa, pela própria família, teríamos uma sociedade melhor.
E teremos. Depois dessa geração de adolescentes. Pois a maioria deles hoje, não tem compromisso com nada, nem com a família, nem com os estudos, nem com respeito ao próximo, tudo é válido! Então, a homossexualidade será normal.

les_insone disse...

Muito bom seu BLOG, adorei, parabéns, ótimas ídeias, muito bem formuladas.
gostei muito mesmo.
esse texto retrata em inverso o que penso: para sermos respeitados, não precisamos agredir.

não é necessário agredir aos pensamentos da sociedade para sermos felizes, se soubermos nos respeitar, seremos sempre respeitados.

sou casada há 9 anos e nunca tive problemas pq sempre soube respeitar para ser respeitada.
adorei seu BLOG.
Um noite de paz

Giseli
http://lesinsone.blogspot.com/

anita disse...

Obrigada pelos elogios ao blog, Gisele.
Apareça sempre.
Visitarei o seu, com prazer.
Bjs, estendidos para FSB E Takeo.