Postagem em destaque

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Marco Nanini: gente fina é outra coisa



Foto: Alex Palarea/Agnews
Não é preciso fazer estardalhaço para sair do armário; é possível abrir a porta com sutileza.
Também não é necessário se esconder diante do óbvio e virar motivo  de insinuações e piadinhas.
Entre artistas brasileiros, há uma série de pessoas sobre as quais recaem boatos sobre a homossexualidade, sem que elas assumam.
Algumas negam veementemente.
Recentemente o ator global Marco Nanini, reconhecido pelo seu talento e por ações em prol da cultura, de maneira leve e sutil, revelou em uma entrevista para a revista Bravo! o que já era conhecido nas entrelinhas.
A maturidade pode oferecer a serenidade necessária para que alguém trate a  homossexualidade de maneira tranquila.
Nanini é fino.
Não freqüentou páginas de revistas de fofoca, com fotos picantes, não foi manchete de jornais com frases apelativas e de conotação sexual.
Construiu sua carreira sem que a sexualidade fosse empecilho, o que na verdade não deveria ser para quem quer que seja.

3 comentários:

Takeo Adventure! disse...

Quando os artistas perceberem que sua participação é fundamental na luta contra os preconceitos, quem sabe tenhamos mais saídas de armários...

anita disse...

Parece que a maioria se preocupa apenas com a carreira e não tem a mínima intenção de lutar contra o preconceito.
Outros não tem forças sequer para se assumir diante da família, que dirá perante o público e a mídia...

chatmsnkut disse...

''Não é preciso fazer estardalhaço para sair do armário; é possível abrir a porta com sutileza.''

Muita classe, gostamos! : ).