Postagem em destaque

domingo, 18 de junho de 2017

A Festiva Parada do Orgulho LGBT

Muitos reclamam que a Parada do Orgulho LGBT parece mais um carnaval.
Queriam o quê?
Que todos saíssem chorando pelos gays assassinados?
Ou ficassem ajoelhados na avenida, orando pelos LGBTs expulsos de casa por famílias fundamentalistas que os consideram diabólicos?
Ou ainda que saíssem se descabelando pela bancada evangélica que mistura política e religião
e vira e mexe tem integrantes envolvidos em maracutaias?
Pode não ser a manifestação ideal mas é aquela que um povo festivo sabe fazer.

2 comentários:

Touché Lopes disse...

voce tem razão, a Parada é uma festa e como tal deve ser entendida. Mas quem participa e alguns que assistem tem a dimensao do que representa, tenho certeza..Beijos e paz e poesia !!!

anita disse...

Beijos, paz e poesia para vc também, Touché.