Postagem em destaque

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Mercados ficaram com péssima imagem perante os consumidores

Os mercados de São Paulo não perderam apenas a simpatia dos consumidores, privados das sacolas gratuitas.
Novos hábitos podem comprometer a renda dos mesmos.
Quem estava acostumado a comprar desde ração animal até produtos de higiene e limpeza nos mercados, perceberam que adquirir esses ítens em locais especializados é uma boa opção.
Além de darem as sacolas, oferecem preços atrativos.
Açougues também cedem sacolas, assim como outros tipos de comércio que perdiam espaço para as grandes redes.
Por outro lado, mercados(geralmente pequenos) que não aderirarm ao acordo, ganham a simpatia das pessoas.
Um deles até confeccionou uma sacola onde está escrito: RESPEITO AO CONSUMIDOR EM PRIMEIRO LUGAR e continua dando as sacolinhas.
O serviço de proteção ao consumidor obrigou os mercados a darem as sacolinhas por 60 dias, prazo que termina em 03 de abril.
Ao venderem as sacolinhas tidas como biodegradáveis, os mercados passaram uma péssima imagem e a maioria entendeu tal atitude como mais uma forma de ganhar dinheiro em cima do consumidor.
O final da história, mesmo que as sacolinhas gratuitas sejam extintas das grandes redes, é a mudança de hábitos o que inclui procurar alternativas e estabelecimentos que realmente respeitem o consumidor.




2 comentários:

Gilson Venancio Alvarenga disse...

Olá Anita, parabéns, o cafofo da Anita, quer dizer, da Katita continua bombando, com assuntos relevantes ao nosso cotidiano, abs!

anita disse...

Oi Gilson!
Obrigada e seja sempre bem vindo.
Grande abraço.